Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Tanucha

um blog para descarregar as tanuchisses, ou melhor parvoeiras que passam por esta mente

Tanucha

um blog para descarregar as tanuchisses, ou melhor parvoeiras que passam por esta mente

Um dia destes estava eu a chegar a casa, e vejo ao longe no terreno vizinho, o gato Mimo que vos falei aqui,

 

 

Saí depressa do carro e chamei por ele, ele devia ir a caçar alguma coisa pois ia todo abaixado, olhou para mim e seguiu em frente, ainda pensei ir atrás dele, mas estava de chinelos de enfiar o dedo e a terra tinha sido toda lavrada, e ainda me doía o rabiosque.

 

Vim para dentro, calcei as galochas e fui chamar por ele a ver se ele me ouvia e me reconhecia, nadica de nada.

 

Mas fiquei um pouco mais descansada, ao saber que está vivo e grande.

 

Até que hoje chego à conclusão que o culpado de o Mimo ter desertado foi este:

 

 

 

Este é o Kitty, não é meu, é o gato do vizinho, mas desde que a filha do meu vizinho engravidou como não era imune à toxoplasmose, abandonou o gato na rua, (tamanha estupidez ) eu como adoro animais, não fui capaz de ficar indiferente, e comecei a dar-lhe de comer, apesar de ele não ser meu, gosto muito dele, vem cá todos os dias até parece que sabe a que horas eu chego do trabalho, pois mal eu abro a porta do carro, já está ele à minha espera, dou-lhe de comer, desparasito-o e ponho-lhe frontline, e dou-lhe miminhos, fica cá o serão e quando me vou deitar, abro-lhe a porta e ele lá vai à vida dele.

 

É assim  à 3 anos, e sempre se deu bem com todos os gatos que tive, mas com o Mimo foi diferente, acho que deve ter sido por já ter vindo para aqui maiorzito.

 

Mal o Kitty aparecia, o Mimo corria com ele daqui para fora, eu tinha que lhe ir dar comida na rua, e por isso penso que terá sucedido o seguinte:

Um dia o Kitty deixou de aparecer, e o Sr. Mimo governava. Até que um dia resolveu ir dar uma volta pelos terrenos vizinhos, Kitty revoltado por este lhe ter roubado a comida, a atenção e os miminhos, fez-lhe uma espera atrás de uma silva e deu-lhe uma coça para lhe mostrar que se deve respeitar os mais velhos e mais experientes.

A partir daí o Kitty aparece todos os dias e fica por cá o serão como era dantes.

 

Digam lá que não tenho uma mente fértil.