Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Tanucha

um blog para descarregar as tanuchisses, ou melhor parvoeiras que passam por esta mente

Tanucha

um blog para descarregar as tanuchisses, ou melhor parvoeiras que passam por esta mente

Por onde começar?

Por eles, vou começar por eles.

Os traquinas estão grandes e safados. Ela linda, inteligente e perguntadeira (típico da idade), ele lindo, safado e cada vez a falar mais.

São os dois muito diferentes.

Ela é extrovertida, social, adora a escola, os amigos, andar na passeata e é muito faladora, é também muito refilona, acho que somos um pouco parecidas e então chocamos um bocadito, mas eu como adulta tenho que me controlar um pouco (pelo menos tento).

 

IMG_20150517_112041[1].jpg

 

Ando a tentar não gritar tanto, pois passava o dia aos gritos e mesmo assim não sou respeitada, por isso estou a tentar ir pelo diálogo, deixar a chantagem de parte, li algures que berrar só transmite medo, e quando algo de grave acontecer eles não vêm ter connosco para contar com receio. E bateu-me cá dentro, refleti pus a mão na consciência e ando a tentar não perder as estribeiras.

De manhã é pior, para os preparar, porque tenho horários a cumprir, mas com calma tudo se resolve. Penso eu....... Agora!

 

Ele é introvertido, tímido, pouco falador, adora os amigos, mas enquanto a irmã tem um grande grupo de amigos o dele é mais individualizado, gosta de brincar sozinho, é louco por máquinas e meios de transporte, é muito teimoso e faz imensas birras, é dificil de vergar, pensa que tem que ser como ele quer e não quando nós queremos.

IMG_20150517_111717[1].jpg

 

 

Com ele nem a chantagem funciona, tem que ser levado com jogos psicológicos enquanto que a irmã com 2 palavras tudo muda, a irmã é como a mãe diz que faz e acontece, move mundos e fundos e no fim de contas é uma chorona e um coração de manteiga derretida. Hihihihihihi!!

Ele é como o pai, por muito boas intenções que as pessoas possam ter, a dele é que vai avante, e se lhe pisas os calos uma vez ficas literalmente na lista negra, e quando menos esperares vais levar com a vingança. Danadinho ele não? Mas também tem o lado fofo, carinhoso e mimoso.

Nunca pensei que saíssem tão diferentes, e que a relação entre eles é de amor-ódio.

Penso que deve ser assim com os irmãos, o meu marido é filho único e eu praticamente, porque tenho 2 meio-irmãos mas não convivi com eles no mesmo espaço.

Num momento estão aos morteiros e aos pontapés e noutro estão aos abraços e beijinhos, e não conseguem estar um sem o outro muito tempo. è uma relação bipolar.

 

Inté

E por entre o nevoeiro matinal, surge algo inquietante........

 

Uma sombra de algo que à muito não era visto por estas bandas, algo estranho, algo que parecia familiar. Um vulto, sente-se uma transmissão de boa energia, uma luz, parece que traz na mão uma vassoura e uns panos, o que será?????

 

Ahhhhhhhhhhh!!!!!!!` uaaauuuuuuuu!!!!!!

 

É a Tanucha, que resolve dar o ar de sua graça e aparecer por este estaminé para fazer uma limpeza a fundo e tirar as teias de aranha e os bicharocos.

 

Quem diria, que após este ano e meio ela voltava.

Que histórias terá para contar?

O que a fez voltar?

Por onde andou?

O que fez?

 

Vamos ver o traz na bagagem?

Para não chegarmos à Páscoa e eu a colocar fotos carnavalescas , aqui vai os fatitos da criançada neste carnaval

 

No Domingo tivemos o coelho

 

 

 

 

 

E uma princesa, a que ela se apelidou de Cinderela devido ao vestido ser azul, o vestido já tem 2 anos mas como tinha subido a bainha à mão foi só desfazer e tcharam!!!!

 

 

 

 

 

Não consegui tirar uma foto de jeito dos dois, consegue-se ver o sofrimento do Miguelito não?

 

 

Ontem pela manhã o Carnaval saiu à rua pelas ruas da aldeia, e por cá a malta vestiu-se a rigor.

O tema era os portugueses, e foi para isto que nos deu.

 

Tivemos um pescador

 

 

 

 

 

 

 

Uma peixeira

 

 

 

 

 

 

 

e a mãe também não gosta nada disto :)  também brincou ao carnaval

 

 

 

 Acha alegria e boa disposição

 

Nem o carro escapou à brincadeira

 

 

 

Acho que precisava de um ligeiro empurrão ou melhor de um grande safanão, para iniciar novamente a minha escrita neste sítio.

A minha vida neste momento não está no ponto que eu gostaria, por isso tenho-me fechado num casulo e não tenho colocado cá para fora o que me vai cá dentro, porque ás vezes é tão mau que nem comigo me apetece falar. Mas acho que neste momento é disso mesmo que necessito de vomitar as minhas angústias, de partir a loiça toda de gritar com todos os meus pulmões (só tenho 2 como todos nós não pensem que sou algo diferente) , vocês sempre me "ouviram" nos melhores momentos e agora acredito que não é por não estar muito animadita que vão clicar na cruzinha no topo direito.  

 

Ponto de situação: 2 filhotes traquinos e lindos que compensam tudo, apesar de ter momentos desesperantes mas faz parte de ser mãe; marido querido a trabalhar num novo projeto, pois estávamos os dois desempregados e a dar em doidos; eu em casa em busca de novos desafios profissionais, descobrindo que vida de gestora do lar não é para mim.

 

Sempre pensei que fosse mais fácil a busca de trabalho mas cheguei à triste conclusão que é super dificil e que não sabia procurar trabalho, pois fui fazer estágio curricular na empresa onde trabalhava e lá fiquei 10 anos, e agora deparo-me com um exército de desempregados em busca do mesmo. 

 

Tenho que arrebitar:-)  pois não quero que o bicho da depressão me venha tocar à porta, que sei que por vezes manda uma mensagem esse sacana, há momentos em que choro por tudo e por nada e só me apetece  deitar-me na cama colocar os lençois por cima da cabeça e aí ficar. Só que tenho um pequenito em casa que me chama e eu lá me recomponho e entro a sorrir no quarto dele para lhe dar um abraço do tamanho do mundo. A traquina mais velha estando na escolinha não se apercebe tanto da tristeza da mamã, pois ela é uma fofa e quando eu lhe peço um beijinho ela duz logo que me ama muito.

 

Mas quem me vê na rua não chega a dar conta, pois ando sempre com um sorriso no rosto tentando aproveitar os únicos momentos em que lido com as pessoas, porque uma pessoa desempregada sentem-se uma inútil..... eu sinto-me 

Tenho andado desaparecida deste mundo dos blogues.

 

Não sei se devo abandonar este barco ou manter-me por cá.

 

Mas após algum tempo sem parar aqui nem nos vossos estaminés, sinto a necessidade. Como um vício que se tentou deixar e não se conseguiu. Andava a substituir o blog pelo face e cheguei à conclusão que não resisto a colocar aqui os meus pensamentos e cloisas parvas e que sinto saudades vossas, de visitar os blogues que gosto. E no facebook a coisa não é tão intimista. Gosto mais destes cantinhos.

 

Blog querido, perdoa a minha traição e vocês que por aqui passam também.

 

 

 

 

Por isso acho que vou tentar mais uma vez.

 

 

A 1ª reação do pequeno Miguel ao 1º contato com a água do mar foi estranha, mas agora ele delira com a praia adora ter os pés na areia, comê-la e adora chapinhar com os pézitos na água e ver a irmã aos pinotes no mar.

 

 

 

 

A filhota também adora praia, ou seja os nossos domingos têm sido uma loucura na praia

 

 

 

 

A dieta dos 31 dias, descambou toda porque tive cá os primos da Suiça e era só patuscadas.

 

Mesmo assim perdi 4 Kgs e ainda não os ganhei  e perdi muito cm, sim que eu andava super inchada, pronto gorda.

 

A 2ª fase da dieta é mais confusa, não é tão fácil fazer tem que se comer sopa 3 vezes à noite sem batata e com este tempo quente sopa é coisa que não me apetece comer, prefiro uma saladinha.

 

daqui

 

Desde que se tenha cuidadinho com a boca tudo se consegue.

Claro que nunca consigo, mas tenho que iniciar por algum lado.

 

No dia 16 de Junho fiz a confirmação da fé, cheia de amor, alegria, felicidade e muita fé. Renovei os meus votos com a igreja e fiz uma viagem espritual que recomendo a todos que ainda não a fizeram e sentem-se longe de Cristo e de si próprios.

 

Aprendi muito, adorei a experiência, enchi-me de Espírito Santo, pronta a gritar a plenos pulmões o meu amor por Cristo.

 

Foi um dia muito emocionante, fartei-me de chorar parecia uma madalena arrependida, senti que lavei todos os meus pecados e renasci espiritualmente, e quando o Bispo benzeu os meus filhos então aí é que chorei. Toda a gente comentava a minha emoção.

 

 

 

 
Quero agradecer à Licinia por ter aceite ser minha madrinha de Crisma, isto de me aturar 8 horas por dia, 5 vezes por semana durante 11 anos tem muito que se lhe diga.
 
 
 
 
E à minha famelga que me acompanhou nesta viagem.
 
A piolha não queria tirar foto
 
 
 E depois lá amuou
 

 

 
Mas depois lá se decidiu
 
 
E claro as amigas também contam muito
 

 

Os momentos mais importantes com o Bispo e com o Padre ainda não fui buscar ao fotógrafo porque era tanta gente que o maridão não conseguiu tirar fotos.